Índice de Basiléia

O Índice de Basiléia é a relação entre o patrimônio de referência de uma instituição financeira e o valor dos ativos ponderados pelo risco (risk weighted assests — RWA). É conhecido também como índice de solvência ou de solvabilidade de uma instituição financeira.

A atividade de intermediação financeira dos bancos envolve riscos usualmente suportados por capital. Quanto maior o índice, maior a sobra de capital próprio ou patrimônio para a realização de operações de crédito de maior risco. A recomendação internacional é de um patrimônio de referência (PR) mínimo de 8%. No Brasil o índice mínimo é de 11%.

O Índice de Basiléia é importante indicador para a análise financeira de bancos. O objetivo é fazer com que os bancos tenham capital suficiente para aguentar riscos de perda em sua atividade.

Em termos simples, o índice de Basiléia é a razão entre o patrimônio de referência e o valor dos empréstimos por ele concedidos ponderados pelo risco.

Onde:

  • IB: Índice de Basiléia
  • PR: Patrimônio de Referência
  • RWA: valor dos ativos ponderados pelo risco

Importância do Índice de Basiléia

O elevado nível de alavancagem das instituições financeiras é uma das explicações da crise de 2008–2009. A grande exposição em operações dos bancos reduzem a capacidades destes de absorver choques financeiros. Basiléia III veio estabelecer limites operacionais a serem seguidos pelas instituições financeiras para prevenir turbulências no sistema bancário.

O índice de Basiléia (IB), portanto, indica o quão bem o banco consegue enfrentar um choque de liquidez na economia.

O indicador é divulgado pelos bancos nos seus balanços. A figura abaixo mostra um exemplo das informações divulgadas pelo Banco do Brasil sobre seu PR, seu RWA e seu índice de Basiléia.

O IB do Banco do Brasil estava em 18,15% em março de 2017. Isso quer dizer que a cada R$ 100 emprestados pelo banco, a instituição possui R$ 18,15 de patrimônio.

Fonte: demonstrações contábeis do Banco do Brasil (1º trimestre de 2017)

O Banco vai quebrar?

Não, o banco não vai quebrar por ter um patrimônio menor do que o valor dos empréstimos concedidos. Os acordos de Basiléia foram criados justamente para evitar a quebra de bancos devido a uma corrida aos bancos e outros cenários de crise.

O site Banco Data oferece a evolução do índice de Basiléia dos bancos brasileiros, além de várias outras informações. Voltado aos investidores de renda fixa, o site publica a série histórica dos índices de Basiléia e de imobilização dos bancos.


Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *