O que é um Seguro

Seguro é um instrumento de proteção contra risco de perda financeira. É uma forma de gerenciamento de risco contra acidentes e perdas incertas.

O Seguro é um contrato envolvendo duas ou mais partes em que uma age como segurador, com o dever de indenizar a outra, o segurado, em caso de ocorrência de um evento determinado sinistro.

O contrato de seguro chama-se apólice de seguro e o pagamento que o segurado faz para o segurador chama-se prêmio do seguro. Se o segurado sofre uma perda que potencialmente é coberta pela apólice, ele pode reclamar ao segurador para receber dele a indenização.

A perda, ou sinistro, pode ou não ser financeira, mas deve ser reduzível em termos financeiros. O objeto envolvido pelo seguro deve ser segurável pelo segurado pela sua posse, propriedade ou relacionamento preexistente.

Fatores que influenciam o preço do seguro

O preço de uma apólice de seguro é determinado por diversos fatores, quantitativos e qualitativos.

Por exemplo, no seguro de carros, o modelo é o maior fator para precificar a apólice.

Informações como índice de roubos ou furtos do modelo e os acessórios são fundamentais para a seguradora calcular a magnitude do risco estará correndo e quanto custará para substituí-lo.

O perfil do motorista e seu endereço outros fatores importantes.

O sexo, a idade, o estado civil e o histórico da pessoa que dirige o automóvel são levados em conta para calcular o risco de sinistro, bem como a região onde o segurado mora.

É Tudo Questão de Risco

Todas essas informações servem apenas para a seguradora calcular a probabilidade de o segurado sofrer um sinistro e, portanto, ter que reembolsá-lo.

Portanto, quanto menor o risco, menor será o preço cobrado pela apólice de seguro.

Por que fazer um seguro?

Riscos existem em toda parte. É preciso estar preparado para esses eventos. O seguro serve para controlar e diminuir o risco financeiro do segurado. Nesse caso há uma transferência de risco do segurado para a seguradora. A instituição seguradora incorrerá em perdas caso haja sinistro enquanto o segurado terá seu equilíbrio financeiro intacto. Caso não haja sinistro, a seguradora retém o prêmio como lucro.

Não se compra uma apólice de seguro com a intenção de acioná-la, isto é, o seguro, como o próprio nome diz, serve como segurança para seu possuidor. Da mesma forma que um airbag, que protege a pessoa em caso de impactos, mas não se espera que a pessoa queira que ocorra um acidente para usá-lo.


Referências:

Segurado. Wikipédia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Segurado>. Acesso em: 06 set. 2017.

Seguro. Wikipédia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Seguro>. Acesso em: 06 set. 2017.

Insurable interest. Wikipedia. Disponível em: <https://en.wikipedia.org/wiki/Insurable_interest>. Acesso em: 06 set. 2017.

Insurance. Wikipedia. Disponível em: <https://en.wikipedia.org/wiki/Insurance>. Acesso em: 06 set. 2017.

Insurance policy. Wikipedia. Disponível em: <https://en.wikipedia.org/wiki/Insurance_policy>. Acesso em: 06 set. 2017.

Risk management. Wikipedia. Disponível em: <https://en.wikipedia.org/wiki/Risk_management>. Acesso em: 06 set. 2017.

Sinistro (seguro). Wikipédia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Sinistro_(seguro)>. Acesso em: 06 set. 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *