Como funcionam os fundos de investimento

Graph

Um fundo de investimento é um um tipo de investimento em que você contrata uma instituição gestora de fundos para administrar e aplicar o seu capital, juntamente com outros investidores, em ativos como ações, imóveis, títulos do tesouro, etc., visando um retorno determinado. A receita gerada pelo investimento é dividida pelos indivíduos que investiram no fundo, bem como as despesas.

Essa é uma forma de investimento para quem não tem tempo ou o conhecimento necessários para investir diretamente, não sendo necessário abrir uma conta em alguma corretora para operar no mercado de ações, imóveis, títulos, internacional ou o que for.

O dinheiro investido nos fundos é convertido em cotas. Cada cota representa uma fração, uma parte do patrimônio líquido (PL) do fundo. Ao adquirir um cota você passa a ser um cotista, proprietário de parte da carteira proporcionalmente à quantidade investida. O valor dessas frações varia de acordo com o patrimônio líquido do fundo, que está atrelado aos preços dos ativos que formam a carteira dele. Para calcular o valor da cota basta dividir o PL pelo número de cotas existentes do fundo.

Por exemplo, um fundo com R$ 1 milhão de PL e 50.000 cotas terá cada cota valendo R$ 20,00. Se o PL crescer 20% para R$ 1,2 milhão e o fundo vender mais cotas e atingir 52.000, então cata cota valerá R$ 23,07, ou seja, um aumento de 15,35% — você poderá sair do fundo vendendo suas cotas com um lucro bruto de 15,35%.

Vantagens

As aplicações em fundos tem a vantagem de serem administradas e geridas por especialistas contratados com grande conhecimento do mercado, grande diversificação e benefício da escala pela divisão de custos com os outros investidores.

Taxas e Tributação

Os fundos de investimentos cobram uma taxa de administração percentual anual do capital investido. As taxas podem variar em torno de 0,5% até 4% a.a. (há alguns que cobram menos de 0,50% mas esses exigem grandes depósitos iniciais). É um custo significativo e deve ser calculado com cuidado.

Os fundos podem ainda cobrar taxa de entrada e saída no momento em que o investidor fizer uma aquisição de cotas ou um resgate. Há também a possibilidade da cobrança de taxa de performance.

Outro custo importante é o do Imposto de Renda na hora de fazer o saque que é de 15% se a carteira do fundo for composta por 67% de ações ou mais. Nos fundos que tem na maioria títulos de renda fixa têm a alíquota calculada conforme o tempo de aplicação:

Tipos de Fundos de Investimentos

  • Curto Prazo: Aplicam em títulos públicos federais de renda fixa com prazo menor do que 1 ano e prazo médio da carteira inferior a 60 dias.
  • Referenciado: Tentam replicar o desempenho de um índice financeiro.
  • Renda Fixa: Aplicam em títulos de renda fixa.
  • Multimercados: Têm 80% de seu patrimônio em títulos brasileiros negociados no mercado internacional e podem utilizar-se de derivativos para proteção.
  • Ações: Possuem, no mínimo, 67% da carteira em ações negociadas na bolsa de valores.
  • Cambial: Aplicam em operações relacionadas à variação cambial.
  • Imobiliário: Aplicam empreendimentos imobiliários.
  • Fundos de fundos: Fundos que aplicam em outros fundos.

Como escolher um fundo de investimento

Na hora de escolher um fundo de investimentos leve em conta:

  1. Taxa de administração;
  2. Investimento mínimo inicial e subsequentes;
  3. Em que tipo de ativos serão aplicados o dinheiro;
  4. Qual o prazo de investimento: curto, médio ou longo prazos;
  5. Histórico de desempenho do fundo, embora que um bom desempenho passado não signifique um bom desempenho futuro;
  6. A classificação de risco.

Ler os prospectos desses fundos é muito importante. Nesses prospectos, que podem ser encontrados nos sites dos fundos ou nas próprias agências, estão declaradas todas as taxas cobradas, a classificação de risco, a meta projetada, os métodos utilizados pelos gestores para alcançar a meta, dentre outros.

Conclusão

Essa é uma boa forma de investir comumente oferecida pelos bancos. Uma das melhores gestoras de fundos do país é o Banco do Brasil, que tem um grande leque de opções de fundos para investimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *