Biometria: a evolução da tecnologia de segurança bancária

A biometria, como muitos podem ter notado, é a última tecnologia quando se fala em segurança digital nos bancos. Ela é cada vez mais adotada por bancos e outras empresas em todo o mundo para proteger dados e bens das pessoas. Mesmo recebendo diversas críticas quanto à sua eficácia, a biometria deve se fazer cada vez mais presente no dia-a-dia das pessoas.

Como a biometria funciona

Segundo a Wikipédia, biometria [bio (vida) + metria (medida)] é o estudo estatístico das características físicas ou comportamentais dos seres vivos. Quer dizer que cada pessoa tem uma assinatura biológica única, como o padrão das veias sanguíneas da mão, o formato do rosto ou a impressão digital, que pode ser usada para identificá-la.

Tipos de identificação biométrica

Existem várias tecnologias de reconhecimento biométrico. As principais são as seguintes:

Impressão digital

É uma das tecnologias mais usadas para identificação. Ela funciona com o reconhecimento dos padrões de sulcos da pele dos dedos da mão. Cada pessoa tem um desenho diferente e único, que pode ser usado para identificar um indivíduo.

Retina

O reconhecimento por retina é um dos meios mais seguros de biometria. O método analisa a forma dos vasos sanguíneos no fundo do olho com um feixe de luz de baixa intensidade.

A desvantagem desse método é o incômodo, sendo invasivo à pessoa.

Íris

Um método mais fácil e menos incômoda do que a análise de retina, a identificação por meio da íris se baseia na leitura do padrão colorido em torno da pupila.

Face

O método de análise da face usa características como formato do rosto, do nariz, dos olhos, entre outros, para identificar um indivíduo.

Mudanças no rosto ou pessoas muito semelhantes, como irmãos gêmeos, podem atrapalhar a identificação, por isso esse sistema não é muito confiável e nem muito usado.

Palma da mão

Esse método é bastante utilizado, assim como a impressão digital, sendo baseado no formato da mão e nas veias da palma da mão e da corrente sanguínea ativa. É uma técnica bem simples e rápida.

Alterações profundas da mão e das veias ocasionadas por um machucado podem prejudicar a leitura e exigir um recadastramento.

Voz

A identificação por voz é uma forma pouco aplicada de identificação biométrica. Ela utiliza a dicção de uma frase, que funciona como senha, para reconhecer a pessoa.

Esse método não funciona bem em ambientes com muito ruído, como é nas agências bancárias, por isso não é muito utilizada nesses casos.

Assinatura

A assinatura é uma forma clássica de biometria para autenticar um indivíduo. Consiste na comparação da assinatura da pessoa com suas assinaturas anteriores guardadas num banco de dados, utilizando uma mesa digitalizadora para capturar as informações. Fatores como velocidade, força aplicada e outros detalhes sutis são analisados para verificar a autenticidade. Não é, necessariamente, uma tecnologia biométrica, mas é bastante utilizada nos bancos.

Que tecnologia os bancos usam?

Banco do Brasil: usa leitura de impressão digital, leitura das veias de cada dedo e leitura das veias da mão.

Bradesco: leitura das veias da palma da mão.

Itaú Unibanco: leitura de impressão digital e das veias dos dedos.

Caixa Econômica Federal: usa leitura de impressão digital para pagamentos de beneficiados do Bolsa Família e do FGTS.

Vantagens e desvantagens da biometria

Por ser uma tecnologia nova no cenário bancário brasileiro, a biometria ainda é vista com desconfiança e rejeição.

As dúvidas e argumentações contra a biometria mais comuns são sobre sua segurança e a exigência de serem pessoais — outra pessoa não pode movimentar a sua conta quando você não tiver condições, por exemplo.

Sobre a segurança da biometria, os especialistas garantem que a tecnologia é muito segura e extremamente difícil de ser burlada.

O medo comum é o de ter uma parte do corpo cortada por um bandido que queira acessar sua conta e roubar seu dinheiro ou, ainda pior, ser sequestrado e obrigado a sacar o dinheiro no terminal.

O Bradesco fez uma série de vídeos explicando a biometria e desvendando alguns mitos. Assista um deles abaixo:

A biometria é uma tecnologia muito mais segura do que o cartão e senha, que podem ser roubados e clonados com . Além disso, outro ponto a favor é a rapidez do sistema, que pode diminuir as longas filas em algumas agências.

Os bancos estão adotando a tecnologia de forma gradual e não obrigatória. Por enquanto, a biometria serve como uma proteção extra à senha e cartão. No caso de perda do cartão do banco, a pessoa também pode usar a biometria para acessar a conta, sem ter que esperar o segundo cartão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *